.....................................................................Escritor clandestino é quem navega neste mar literário
...................................................................................sem se preocupar com o itinerário.

.......................................................................................A.J. Cardiais

Deixe o Vento Passar


Coitado do vento...
Vem se esbarrando nos prédios,
construídos sem um ordenamento
que não lhe barre a passagem.

Deixe o vento passar,
e levar os pensamentos
poluídos de coisas destruidoras.

Deixe o vento passar,
como uma vassoura,
e varrer toda poluição.

Quando o vento se zanga,
e vem como um furacão,
as pessoas ficam dizendo
que é uma maldição.

Deixe o vento passar,
para depois
não reclamar.

A.J. Cardiais
11.02.2011
imagem: google